27 3228-1302
27 99742-1710
27 99943-1869
Rua Claudio Coutinho, 606 - Ed. Forcon — Jardim Limoeiro Serra/ES — CEP: 29164-074

Notícias

Passo a passo para quem sonha com um negócio próprio

O desejo de ter um negócio próprio faz parte de significativa parcela dos brasileiros

Autor: Gilmar DuarteFonte: O Autor

O desejo de ter um negócio próprio faz parte de significativa parcela dos brasileiros, pois se acredita que seja uma estratégia atrativa para obter rendimentos saudáveis, garantia de “emprego” e liberdade para fazer o horário de trabalho que melhor lhe satisfazer. Tudo isso não é ilusão, mas, infelizmente, mais de 50% daqueles que fazem este “planejamento” não atingem o objetivo.

Há um número considerável de pessoas que ao se encontrarem desempregadas e no desespero, tomam a decisão de constituir uma empresa. Porém, sem um bom planejamento, pode perder as economias e/ou fazer dívidas.

Neste mini artigo esboçarei de um modo bastante simplificado alguns princípios fundamentais para serem postos em prática antes de materializar o sonho, pois é preciso saber se está preparado para dar o pontapé inicial ou é melhor aguardar mais um pouco para entrar em campo.

Sem tomar mais tempo na introdução, vamos diretamente aos sete pontos básicos que o futuro empresário precisa superar antes de efetivar o desejo: sonhar mais de uma vez o mesmo desejo; imaginar-se colocando em prática; contar para pessoas que possam contribuir; visitar negócios parecidos; buscar um profissional que possa ajudar colocar o projeto no papel; avaliar o projeto, se possível com a intervenção de outro profissional; tomar a decisão.

Primeiro – Sonhar mais de uma vez o mesmo desejo: Impulsos repentinos ao acordar pela manhã devem ser controlados para que o sonho não se transforme em pesadelo. A vontade de montar uma empresa pode vir há muito tempo, talvez desde quando era criança, entretanto o desejo se tornará mais forte na medida que o tempo passa. Não significa que deve dar pouca importância, mas conceda tempo para que seja amadurecido.

Segundo – Imaginar-se colocando em prática: Depois de ver o desejo se tornar mais forte, é o momento de parar e imaginar como seria se colocado em prática. Preferencialmente, faça as primeiras anotações: tipo de atividade, tamanho do estabelecimento, local, possíveis dificuldades e as principais dores dos clientes que pretende resolver.

Terceiro – Contar para pessoas que possam contribuir: Superada a segunda fase e, se o desejo continua palpitando em sua mente, é preciso externar para adquirir mais robustez. Assim, identifique um familiar ou amigo com disponibilidade para ouvir o seu sonho e aconselhar. Considerações negativas não devem ser entendidas como desestímulos, e sim, um retorno à fase dois, isto é, retomar a reflexão. Anote tudo e não se limite ouvir apenas uma pessoa.

Quarto – Visitar negócios parecidos: Fazer compras, se possível, na empresa semelhante ao seu sonho será importante para aumentar o leque de informações daquela atividade: preço, qualidade, atendimento, entre tantos detalhes, de acordo com o negócio. É indispensável que todas as observações, negativas e positivas sejam anotadas para que não caiam no esquecimento.

Quinto – Buscar um profissional que possa ajudar colocar o projeto no papel: Agora que sonho está mais claro é preciso estruturar todas as anotações já realizadas e o ideal é contar com o auxílio de um profissional para fazer o estudo de viabilidade financeira e comercial. Neste momento, é possível que terá o primeiro desembolso financeiro ao contratar o especialista, fundamental para minimizar falhas. Quanto de capital será necessário para transformar o sonho em realidade? Qual será a venda mensal, custos e lucratividade? Quanto tempo será necessário para recuperar o capital que investirá?

Sexto – Avaliar o projeto: Revise o projeto do seu sonho e, preferencialmente, apresente-o a outras pessoas com conhecimento de causa para contribuir com novas considerações. Se for possível, exponha o estudo para um profissional diferente. Investir um pouco de dinheiro nesta fase trará mais segurança na próxima e última etapa deste caminho para levar adiante o sonho.

Sétimo – Tomar a decisão: Você já sabe qual é o capital necessário para o investimento e a lucratividade que deverá acontecer, bem como tantas outras dificuldades e facilidades que encontrará, então, já é capaz de tomar a decisão: desistir, aguardar mais um tempo para melhor se preparar, ou, arregaçar as mangas e começar a trabalhar?

Algumas pessoas preferem tomar a decisão sem perder tempo e dinheiro com pesquisas e estudo, mas aquelas que optam passar pelas sete etapas terão maiores chances de lograr êxito.

Gilmar Duarte é palestrante, contador, diretor do Grupo Dygran, autor dos livros "Honorários Contábeis", “Como ganhar dinheiro na prestação de serviços” e “Formação prática do preço de venda para empreendedores do comércio”.

Todos os direitos reservados | © 2020 | FORCON
desenvolvido por